Pegadas N'areia

Janeiro 31 2010

 

                           
 Hoje é um daqueles dias em que só sinto vontade de elogiar-te e contar a todos as coisas bonitas que vejo em ti, não sei se eles também as vêem, mas como gostava que todos soubessem tudo o que há de mais bonito em ti, por isso decidi escrever-te... de verdade nunca encontro as palavras certas, talvez porque não as ache suficientemente boas ou as certas para ti.
Gosto-te cada dia mais sem saber como ou porquê, mas acho que isso também não interessa, o mais importante é que gosto de ti dia e noite, acordada e a dormir, em sonhos e na minha triste ou demasiada alegre realidade, gosto-te sempre!
Mas disse que ia escrever-te por isso estas palavras são para ti...
Quero que saibas que gosto mesmo de ti, não me importo se me repito muitas vezes, na verdade acho que nunca é demais dizermos a alguém que lhe gostamos, mesmo que só o saiba porque nos lê.
Também gostava que soubesses que todos os dias me lembro de ti e quando não o faço acordada, lembro-me a dormir, nos meus sonhos. Também não sei muito bem porque gosto tanto de ti, achava importante saber e descobrir porquê, mas talvez só o tempo possa dar lugar a essa descoberta, quer dizer, há coisas que sei que gosto em ti e outras que não gosto, mas assim tanto não entendo muito bem, mas sei que sem os teus defeitos eu também não gostava de ti, acho que aprendi a aceitá-los e a gostar mesmo muito deles.
Gosto muito quando sorris, ficas tão bonito e também gosto muito quando olhas para mim, fazes-me sentir tão especial... também gosto muito das tuas mãos (eu e a minha mania de reparar nas mãos das pessoas!!!), mas mesmo que tivesses umas mãos feias eu ia gostar de ti na mesma, se fosse outra pessoa já não ia gostar, ia criar mil defeitos só para não lhe gostar.
Se soubesses como és importante para mim, acho que se soubesses era tudo...
Olha não faz mal, tu és assim e eu sou desta maneira e o mais importante é que gosto mesmo de ti e nunca te soube dizê-lo, envergonho-me e por isso peço-te desculpa, na verdade sempre te achei melhor que eu porque, apesar do teu jeito, sempre me soubeste fazer sentir especial e eu nunca te soube fazer senti-lo, apesar de o saber que eras mais que qualquer outra pessoa, só não consigo perceber muito bem esta última parte, talvez os meus defeitos, sempre maiores que os teus, não me tivessem deixado mostrar-te.
Agora escrevo-te palavras que por vezes não fazem qualquer tipo de sentido, que servem apenas para que alguém as leia e me diga que deves ser especial de verdade e eu penso... tu consegues senti-lo?? Não?!?! Então nada disto faz qualquer tipo de sentido, então deixa de ser importante que os outros gostem, faria todo o sentido se sentisses apenas que todas estas palavras são para ti, que cada uma é escrita a pensar em ti, que arrependo-me por não te ter sabido mostrar quando o permististe e por isso deixo-te apenas com um GOSTO MUITO DE TI na esperança que o leias e que o sintas, mesmo que pela primeira vez, que é para ti!
P.S. – Gosto de te olhar. A outra noite estavas tão bonito.
 
 
publicado por PegadasN'areia às 19:28

GOSTO MUITO DE TI na esperança que o leias e que o sintas, mesmo que pela primeira vez, que é para ti!
P.S. – Gosto de te olhar. A outra noite estavas tão bonito.



Eláaaaaa.. haha
luisa a 3 de Fevereiro de 2010 às 10:22

mais sobre mim
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13

18
20
22

24
25
26
29
30



pesquisar
 
Pegadas por aí

Contador web
blogs SAPO