Pegadas N'areia

Janeiro 20 2009

 

Queria gritar-lhe que não precisava ir-se embora, que eu mudaria mais uma vez e todas as que as que ele quisesse, que eu aceitava moldar-me à sua vontade só para que ele ficasse, nem que por um minuto, um segundo... um istante que fosse para que eu pudesse guardar uma última imagem do seu rosto perfeito, dos contornos que desenhava quando sorria, oh como ele era perfeito!
Ele saiu. Não podia acreditar. Para mim era o fim. Queria apenas explicar-lhe que eu tinha mudado porque ele tinha mudado, porque ele estava diferente e eu simplesmente não conseguira suportar esse afastamento... como me consumia a sua ausência nem que por um instante, como sentia saudades quando o via afastar-se pela manhã e como esperava ansiosamente que ele regressasse... ele tinha feito tudo isso perder-se no tempo e por isso eu mudara, queria tanto explicar-lhe... queria apenas dizer-lhe que por ele suportaria todo o tempo só para que ele ficasse, para que ele não partisse.
Tarde de mais. Eu mudei e essa culpa consumia-me por dentro e por fora.
Eu amava-o, mas ele tinha partido e eu tinha naquele momento perdido o mundo.
Agora ele não estava mais.
Então uma nova vida começou...
publicado por PegadasN'areia às 21:27

Olá minha linda!!

Às vezes por muito que tentemos, há coisas que não estão destinadas a acontecer. Dói mas à que olhar em frente à procura do futuro e da felicidade que tu tanto mereces!!
Ela estará à tua espera :)

Beijinho muito grande cheio de saudades
Sofia a 27 de Janeiro de 2009 às 15:10

Tambem sou de Lisboa, gostava de te conhecer.
Adiciona-me no msn:
bluefox1001@hotmail.com
e no hi5:
http://www.hi5.com/friend/profile/displayProfile.do?userid=75656776
Nelson a 15 de Março de 2009 às 18:34

mais sobre mim
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
Pegadas por aí

Contador web
blogs SAPO